PCP Alemanha denuncia promessas do Governo PS não cumpridas

20081101assembalemanha_xviiicong1O Organismo de Direcção dos Comunistas Portugueses residentes na Alemanha, ODN, em comunicado emitido no dia 16 de Fevereiro, considera indispensável que o Governo do PS cumpra promessas feitas quanto ao funcionamento dos serviços consulares, e denuncia a manutenção de orientações prejudiciais ao país e às comunidades. 

 

O ODN sublinha o agravamento e deterioração da política do Governo para as comunidades portuguesas com incidência na degradação da situação nos postos consulares onde a falta de funcionários habilitados a assinar e executar  importantes actos consulares se faz sentir cada vez mais.
Particularmente chocante é a confusão resultante da despromoção do Consulado Geral de Portugal em Frankfurt e o não cumprimento da promessa tantas vezes repetida da passagem do escritório consular de Osnabrück a Vice-Consulado.
Não menos grave é a demagogia feita pela Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas em torno do chamado “consulado virtual” e que confirma estar-se perante mais um fiasco do actual Governo na medida em que todos os actos consulares importantes exigem a presença no respectivo posto consular onde os utentes se encontram inscritos e são impossíveis de resolver através da internet.
As incertezas em relação ao futuro do ensino do português, particularmente no que respeita à substituição de professores aposentados ou impedidos de continuar a leccionar e que normalmente se traduzem em atrasos no início do ano lectivo, mantêm-se.
Num período tão decisivo para o recenseamento eleitoral, com vários actos eleitorais a realizar este ano, verifica-se o bloqueamento do recenseamento eleitoral. As alterações introduzidas na Lei do recenseamento vieram dificultar ainda mais a inscrição nos cadernos eleitorais dos portugueses residentes no estrangeiro; à falta de informação, acresce a ausência de
linhas de orientação concretas que permitam e facilitem a inscrição nos cadernos de quem desejar exercer o seu dever cívico.
O Partido Comunista Português (PCP) celebra em Março os seus 88 anos de existência. O PCP é o Partido mais antigo e foi a única força política portuguesa que sem desfalecimento lutou e organizou a resistência contra o fascismo e a guerra colonial. Os seus membros e dirigentes foram presos, torturados e assassinados pela ditadura que durante meio século oprimiu o nosso país e que o povo português acabaria por derrubar a 25 de Abril de 1974.  Neste sentido o ODN apela aos membros do Partido e à comunidade portuguesa na Alemanha para que celebrem condignamente o aniversário do PCP e os 35 anos da Revolução do 25 de Abril, datas fundamentais da luta pela democracia e a liberdade em Portugal. É necessário reforçar o PCP, a força política que os inimigos dos trabalhadores mais temem em Portugal
Consciente da compreensão e do apoio cada vez maior à acção do Partido por parte da comunidade, os comunistas portugueses residentes na Alemanha vão realizar este ano, pela primeira vez, a sua festa em Leverkusen no fim de semana 19/20 de Setembro para a qual convidam toda a comunidade portuguesa a participar e a contribuir para o seu sucesso.

O ODN da Alemanha
16 de Fevereiro de 2009




Imprimir Email