VOTAR EM FRANCISCO LOPES - UM VOTO DECISIVO!

Foto: Francisco LopesCaros compatriotas,

A Comunidade Portuguesa na Alemanha vai poder votar para a Presidência da República no próximo fim de semana, nos dias 22 e 23 de Janeiro. É necessário votar conscientemente.
Não esqueçamos que Cavaco e Silva, Sócrates, o PSD, o PS e o CDS há mais de trinta anos que empurram o país para a desgraça, contrariando o caminho iniciado com o 25 de Abril.

Não esqueçamos que são eles que vão a Berlim, a Paris ou a Bruxelas receber ordens de  Ângela Merkel, de Sarkosy ou de Durão Barroso que têm conduzido à ruína do nosso país.
Não esqueçamos que eles são coniventes, quando o Banco Central Europeu empresta ao Deutsche Bank centenas de milhares de milhões de euros a 1%, para, logo a seguir, este império alemão do capital financeiro exigir 11% à Grécia, e 6% ou 7% a Portugal e a outros países. O Deutsche Bank, sem fazer nada, ganha milhares de milhões à custa do suor e da miséria dos trabalhadores dos países da União Europeia.
É por isso, que a única candidatura verdadeiramente patriótica é a candidatura de Francisco Lopes.
É a única candidatura que não está comprometida nem procura justificar este terrível orçamento de Estado, que já está, desde 1 de Janeiro, a gerar ainda mais miséria em Portugal e a ter consequências nefastas para as comunidades portuguesas, como se verifica, por exemplo, com os cadernos eleitorais onde figuram os mortos e desapareceram eleitores vivos, ou nos mais de mil alunos sem aulas de português em toda a Europa.
Votemos conscientemente. 
O voto em Francisco Lopes é o único voto de que os exploradores e especuladores, os homens de mão de Cavaco no BPN e noutros centros do poder económico e financeiro têm medo. É o voto que não pactua com a injustiça nem com a corrupção.
Está nas nossas mãos restituir a dignidade a Portugal!
Está nas nossa mãos impulsionar o prosseguimento da luta por um Portugal mais justo, mais livre e mais democrático.

O Organismo de Direcção dos Comunistas Portugueses na Alemanha

Quinta-feira 20 de Janeiro de 2011

Imprimir Email